Quem Somos / Artigos

Adestramento

Este texto foi publicado originalmente no nosso blog: akitainubrasil.blogspot.com em 04.03.2010

 
Olá!
Bom, não posso negar que um post no Orkut me incentivou a escrever sobre a "ADESTRABILIDADE DO AKITA"...
                              

Não entendo se é um FATO ou um MITO, mas muitos dizem que o akita não deve ser adestrado. 
Primeiramente, devemos entender o que é adestramento.

Segundo o nosso amigo, o pai dos burros, Aurélio (dicionário) adestramento é: Tornar destro; Ensinar.

Seguindo por essa lógica, adestrar um cão, nada mais é do que ensiná-lo. E o ensinamento, esta presente em toda a sua vida, até a hora da sua morte.

Todo ser vivo tem a capacidade de aprender. Uns com mais facilidades, outros com menos... Mas todos têm. E o Akita não é a exceção. Muito pelo contrário, os cães da raça Akita têm uma facilidade imensa em aprender, inclusive para dar "nós" e "enrolar" seus donos.


Porém, existem métodos e métodos de adestramento de cães. E existem raças e raças, umas diferentes das outras, e que são divididas por grupos. Esses grupos separam as raças conforme suas características físicas e as funções para quais foram desenvolvidas.

Por exemplo, os cães pertencentes ao grupo 1, chamado grupo de cães de pastoreio, são formados por cães aptos a trabalhar em fazendas junto com gado ou grupos de animais. Já o grupo 2, são formados por cães molossos, pischers e schnauzers. Esses três tipos de cães, 
dentro do grupo 2, têm como característica em comum a facilidade de servir ao homem. Por isso também, são utilizados como cães de guarda e cães policiais. A forma física, a facilidade de aprendizado e vontade de servir ao homem os fazem os mais procurados para cães de guarda.

O grupo, na qual os Akitas pertencem é o grupo 5. Grupo dos cães Spitz e tipo primitivos.

Os Akitas são cães primitivos, ou digamos nativos do Japão. Dizem, inclusive, que foram com os Akitas o primeiro contato dos japoneses com cães. Depois veio a sua domesticação e o aprimoramento da raça.

Pelo seu territorialismo e agressividade com cães do mesmo sexo nato, a raça foi utilizada pra guarda e rinhas, sendo a ultima uma grande "febre" entre os japoneses. Porém os Akitas nunca foram selecionados para servir ao homem, para obedecer comandos, mesmo porque essas tentativas nunca tiveram bons resultados. Porém, isto não significa que os cães não aprendiam nada,mas significa, que o aprendizado era utilizado da forma em que o CÃO considerava melhor e não da forma que lhe era imposto.

Talvez, por esse comportamento primitivo e falta de resultados com adestradores acostumados à trabalhar com cães que instintivamente procuram a obedecer seu condutor, chegou-se a esse, que eu considero, mito!

Partindo do principio que o Akita não nasceu para servir ao homem, é territorialista, e tem vontades próprias. É necessário se utilizar de técnicas para adestrá-lo corretamente, não trazendo traumas para os cães.

Uma das técnicas que eu gosto, uso e recomendo é disseminada pelo Alexandre Rossi (muitos o conhecem por Dr. Pet), autor do livro Adestramento Inteligente - Com amor, humor e bom senso.
Sempre que necessário, recorremos a ele para solucionar algum tipo de problema comportamental.
E isso, ensinar um cão a tomar atitudes diferentes para as mesmas situações, não passa de um ensinamento, ou melhor... UM ADESTRAMENTO.

O adestramento de cães tem dois fins:

1º) Fazer os cães se tornarem úteis para os homens;
2º) Melhorar a convivência entre cães e homens;


O primeiro motivo, serve justamente para o cão trabalhar para o homem, cujo a qual não é a finalidade do akita.

Porém o segundo se encaixa perfeitamente para uma convivência pacifica e harmoniosa entre o cão e sua família. E mesmo com todas as qualidades do Akita, ainda há sim o que se ensinar, procurando o melhor convívio entre as partes.

Um adestramento feito com "amor, humor e bom senso" aliado a posição de liderança de toda a família, faz com que um cão se torne um verdadeiro herói na família.

Coisas básicas, como as necessidades no local certo, o ato de não pular nas pessoas, o não subir no sofá, etc. etc. etc. ajudam a convivência, aumentam a ligação dono-cão, e propicia uma vida harmoniosa e perfeita.

Portanto, o adestramento do Akita é perfeitamente possível e necessário, desde que feito por você, de maneira coerente e correta.


Veja também

Filhotes Disponíveis


Nossas Filiais


Hotelaria para Akitas


Blog Yucatán Br

MicroshipFarmina
#Siga-nos
  • Facebook
  • Youtube
  • Twitter
  • Pinterest

Rodovia Dom Pedro I - Igaratá - São Paulo - Brasil
Fones: +55 (11) 98535-4150 (TIM) / (11) 99520-5131 (VIVO) / Nextel ID: 117*30728
contato@akitainubrasil.com.br